Quanto mais colorido melhor

29/11/12 | Compartilhar:

blog_prato2

É verdade que “comemos com os olhos”. Uma refeição colorida chama mais atenção, além de ser também mais saudável e nutritiva.

Variedade é a palavra chave! Adquirimos uma maior oferta de nutrientes quando variamos ao máximo as cores e sabores. São inúmeras as vantagens que uma dieta colorida pode oferecer, além da variedade de fibras, minerais, proteínas e vários nutrientes, também auxilia na percepção do momento de saciedade, ao prestar atenção no que está  saboreando a cada alimento fica mais fácil notar que se está saciado.

Não existe uma regra, porém, as cores dos vegetais trazem diferentes pigmentos importantes para a saúde, por exemplo, o betacaroteno, responsável pela coloração alaranjada e o licopeno, responsável pela cor avermelhada de algumas frutas e legumes, sendo que ambos possuem propriedades antioxidantes.

Podemos dividir os alimentos em grupo de cores como:

– Laranja: esse tom é dado aos alimentos desse grupo pelo betacaroteno, sendo um pigmento fundamental para a manutenção dos tecidos e do cabelo, atuando também na visão e no metabolismo de gordura. Alimentos incluídos nesse grupo: Abóbora, damasco, cenoura, mamão, manga, milho.

– Vermelho: a cor vem do licopeno e entre as suas funções está o poder antioxidante que auxilia na prevenção do câncer e stress. Alimentos desse grupo: beterraba, caqui, cereja, framboesa, goiaba, melancia, morango, nectarina, pimentão, pitanga, romã, tomate.

– Verde: cor definida pelo pigmento clorofila que é considerado um possível energético celular, podendo auxiliar na oxigenação do cérebro. Alguns dos alimentos desse grupo: abacate, abobrinha, acelga, alface, quiabo, repolho, salsa, agrião, pimentão verde, brócolis, chicória,.

– Marrom: possuem grande quantidade de fibras em sua composição, e também grande variedade de vitaminas e minerais, fundamentais para manter o equilíbrio do organismo. Alimentos desse grupo: arroz integral, aveia integral, centeio, cevada, grão-de-bico, feijão, lentilha, pão integral, soja, tamarindo, trigo.

– Preto: incluímos nesse grupo alimentos também de tonalidades roxas e azuladas que possuem a antocianina se trata de um pigmento ligado a vitamina B1 que é a grande responsável pela transformação de carboidratos e outros nutrientes em energia. Alguns alimentos: alcachofra, ameixa, amora, berinjela, feijão preto, figo, jabuticaba, uva, repolho roxo.

A dica é comer diariamente uma refeição colorida oferecendo sempre uma grande variedade de nutrientes ao seu organismo, por isso dê preferência a folhas, verduras , legumes, buscando harmonizar a refeição, e não se esqueça de incluir as fontes de carboidrato e proteína, como carnes, arroz, batata.

Quer facilitar? Procure conhecer melhor o programa 5 ao dia cores no site da Hortifruti: http://www.hortifruti.com.br/5aodia/programa-5aodia-hortifruti.html

Ajude o seu corpo a se manter saudável!

Leticia Marini, Nutricionista Hortifruti.