Cuidado com o sódio!

30/09/13 | Compartilhar:

sal
O sódio (Na) está presente diariamente na nossa alimentação sendo esse um dos 22 minerais considerados essenciais.

O consumo excessivo de sódio está associado a aumento da pressão arterial, doenças cardiovasculares, doenças renais, entre outras doenças crônicas (DRI, 2004; WHO, 2007). Além disso, ainda interfere na absorção e metabolismo do cálcio, podendo ter impacto negativo na saúde óssea (PEREIRA, 2009).

Segundo alguns estudos, o consumo de sódio da população brasileira chega a ser de três a cinco vezes superiores ao recomendado (COZZOLINO, 2007; SARNO, 2009), que é de 1,5g/dia (DRI, 2004), com limite máximo de 2g/dia, que correspondem a 5g de sal (WHO, 2003).
Em geral, o consumo é na forma de sal de cozinha (cloreto de sódio), mas pode ser também a partir de diversos produtos industrializados, além de frutas e hortaliças em quantidades variadas (MAHAN E STUMP, 2002).

A hiponatremia  ocorre quando a uma queda rápida nos níveis de sódio podendo causar sintomas como: confusão mental, anorexia, convulsões, coma, náuseas, vômitos, cãimbras, fraqueza.  Já a forma contrária a hipernatremia, ocorre com o aumento dos níveis de sódio no sangue e tem como sintomas: sede intensa, confusão mental, fraqueza, náuseas, irritabilidade e câimbras, sendo fundamental a restrição no consumo de sódio e hidratação (VANNUCCHI E MARCHINI, 2007).

Devemos estar sempre atentos ao consumo de sal e aos diversos produtos que possuem sódio em sua composição. Além de o consumo em excesso ser prejudicial à saúde ele também é essencial para o organismo. A dica é, não se esquecer de se hidratar buscando manter o equilíbrio entre sódio e água no corpo.

A recomendação diária e adequada segundo a Dietary Reference Intakes (DRI), (2004), para o indivíduo adulto e com a saúde em dia é de 1,5g por dia.

Atenção! Pessoas que praticam esportes ou qualquer tipo de atividade física com regularidade podem necessitar de maior ingestão de sódio, por isso nesses casos fique atento e procure um nutricionista ou um profissional de saúde para descobrir a real necessidade.

Por Letícia Marini, nutricionista da Hortifruti